CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »
Use o seu pincel e suas tintas pinte seu paraíso e depois entre nele.Acredite na beleza dos seus sonhos e na sua capacidade de realizá-los!”


sexta-feira, 12 de agosto de 2011

A díficil decisão!!!



Olá pessoal,

Acabei de ver essa foto no blog da Gabriela, e mais uma vez me coloquei em xeque.

Aiii que vida díficil essa de não saber se quero realmente ser mãe em tempo integral ou voltar a exercer minha profissão. Em tempos de tanta modernidade, de tanta independência feminina, seria um retrocesso querer eu, curtir todos os segundinhos do meu dia com meu pimpolho???? Seria egoísmo da minha parte querer estar por perto quando ele der os primeiros passinhos e poder ver isso de camarote??? Seria comodismo meu ficar em casa dando a ele todo aconchego e carinho que precisa nesta fase???

Pensando assim acho que não existem motivos para voltar a ter aquela vida tumultuada, cheia de horários rigorosos, cansaço e estresse no fim do dia, chefe chato pegando no pé, colega querendo a todo custo te "ajudar", trânsito infernal, e por tudo isso, ainda ter pouco dinheiro na conta no fim do mês.... rsrsrsrs

Ooooo hipocrisia danada... vendo dessa forma é tudo tão claro e belo, não é mesmo. Pena que não é bem assim que funciona tudo.

Morro de saudades do corre do cotidiano, de ajudar pessoas quando essas mais precisam, de receber um olhar de agradecimento por um gesto muitas vezes tão simples, de voltar pra casa no fim do dia e este ser o melhor lugar para se estar e não o único. Tudo bem sei que na minha profissão não são sempre rosas, mas anda assim me realizava nela.

Quando decidimos nos mudar por transferência do marido,  sabia que de alguma forma minha vida mudaria, afinal planejávamos ter um bebê e morando longe de todo mundo, sabíamos que algumas coisas teriam de ser repensadas, por exemplo: TRABALHO.

A idéia inicial era vir pra Curitiba e procurar um emprego e quem sabe no próximo ano teríamos um filho. Porém isso logo mudou. Já nas primeiras entrevistas desanimei, era quase que requisito não querer ter filhos nos próximos 677698657 anos. Como assim??? Como eles acham que podem decidir isso por um casal??? Me frustei... E não conseguiria mentir, afinal acho que isso é muito sério, ninguém tem o poder de governar a sua vida, e jamais diria que não pretendo ter filhos pra conseguir um emprego... Mudanças de planos!!! Engravidaríamos primeiro... E assim foi, no ano seguinte engravidei e estávamos de comum acordo que ficaria com o Rafa até ele completar seis meses, depois voltaria a trabalhar e ele iria para a escolinha.... Mas gente, quem disse que eu consegui fazer isso??? Quando ele completou seis meses comecei a procurar escolinhas e saia chorando a cada visita, ai resolvi ir com uma amiga que também tem bebê, não sai mais chorando, ma também não gostava de nada... rsrsrs... Hora de sentar e conversar novamente, decidimos eu e meu marido que ficaria com o Rafa em casa até ele completar um ano, afinal até lá ele já estaria maior, quem sabe andando, já entenderia melhor as coisas e seria bom pra ele se relacionar com outras crianças.... Adivinhem???? Um ano está chegando e não consigo me imaginar longe do meu pequeno um dia inteirinhoooooo... Eu sou louca, possessiva ou com vocês também é assim????

Então cheguei a conclusão de que o que eu quero mesmo é estar com meu pimpolhinho o maior tempo possível, mas também quero ter uma atividade, o que fazer??? Procurar uma alternativa que me propicie isso, certo??? Pra mim sim, certo e é isso mesmo que estou fazendo. Colocando na mala a minha profissão de formação vai ficar lá guardadinha por um tempo e me entregando de corpo e alma a uma antiga paixão, e acreditem não é só um hobby, vou transformar isso na minha nova profissão, na minha nova versão mãe. E tenho certeza de que serei bem mais feliz assim... Pois estarei perto do meu filhote e fazendo o que gosto... Em breve conto tudo pra vocês.

Sei que tem muitas mães que discordam de mim, e outras milhares que levam a vida dupla numa boa, como também sei que existem outras que passam pelo mesmo dilema. Mas cansei de ficar lutando contra mim mesma, lutar entre o que eu acho "certo" e o que eu quero fazer... Deixei pelo menos uma vez me levar pelo coração... E posso dizer que estou muito mais feliz assim... Pelo menos por enquanto...

Como tem sido com vocês???

Como foi decidir ficar em casa??? Ou como foi a volta ao trabalho???

Se arrependem da decisão????

Um ótimo restinho de semana a todos.

Bjinhossssssss

Tati Ramos Notari







5 comentários:

gabriela

oi, tati,

pois é, esta foto mexeu tanto comigo que tb n pude deixar de refletir e escrever sobre o assunto. fico feliz que ela tb tenha te inspirado.
lendo seu post me emocionei. tb n consigo imaginar sair de perto do nino. falei pro meu marido que, a partir do momento que o nino nasceu, eu só trabalharei se n for atrapalhar a criação do nino ou se estivermos realmente necessitando do meu salário.
nossos filhos agradecerão, pode ter certeza!
obrigada pela visita! tb virei leitora assídua do seu blog!

bjbjbj

http://maeporacaso.spaceblog.com.br/

tatiane Mello

Oi Tatiiii... como estão vocês???
Q bom q vc esta conseguindo ficar com esse tesourinho aí, é a melhor coisa q vc pode fazer viu...No inicio deste ano eu estava nesse dilema entre ficar cuidando de minha pimpolha em casa ou voltar a trabalhar...tava achando q o melhor p ela nesta fase (ela estava com 1 ano e 4 meses), seria ir p escolinha p conhecer amiguinhos, se divertir e também aprender coisinhas novas, e p mim tbem, pois estava ja a um tempinho sem trabalhar e pensava q seria otimo voltar a trabalhar. Assim q consegui um emprego comecei a maratona pelas escolinhas, e lá saia eu em prantos de todas q visitava, enfim encontrei uma q achei ideal,Nos primeiros dias ela ficou bem, e eu como toda mãe coruja deixava ela e saia desesperada, mas com o passar dos dias, ela passou a aparecer com marcas no corpo e as tias diziam q nao tinha acontecido nada (?????), não queria mais ir p escolinha e começou a adoecer. Olha Tati, se eu falar p vc q desde janeiro minha filha ficou mais de 1 semana sem ter febre,gripe, alguma visose ou coisa parecida, estaria mentindo p vc.Aí começou o meu calvário, Vc não tem noção o q é deixar a coisa mais preciosa da sua vida em um lugar q vc não tem certeza se irão cuidar direito, se irão alimentar e dar medicação nos horários certos, enfim acho q ninguém é capaz de cuidar tão bem de um filhinho amado qto a mãe. Essa semana pedi demissão, hoje estou em casa e a sensação de estar perdendo a melhor fase da minha vida com a coisinha mais encantadora e preciosa q é minha filha, me faz pensar q terei a vida inteira p trabalhar, mas essa fase da vida dela não volta, e eu é q não quero passar por isso despercebida, cuidando de pacientes q embora tbem muitas vezes agradecem, jamais substituirão o vazio e a sensação de estar sendo negligente com minha filhinha, por isso cara colega, fica em paz e aproveite essa benção de Deus na sua vida q é seu filhinho, p o resto, td tem seu tempo, e o tempo agora é de curtir e aproveitar o maximo pq passa rapido demais....
bjs e fica c Deus...
Obs: qdo puder fz uma visitinha la no meu blog
artesbaby10.blogspot.com

Chris Macedo

pois é....
isso pra mim tb foi um dilema...
Entretanto, estou muito feliz com minha decisão, e agradeço a Deus por poder escolher ficar em casa e cuidar do meu pequeno...
Muitas mães até têm esse desejo, mas não tem condições financeiras para isso. Outras preferem abrir mão desse tempo precioso a abrir mão de uma carreira!
Isso é uma decisão que cada uma de nós, mães, têm que tomar.
AMO estar com meu baixinho....e quero aproveitar cada momento com ele....cada palavrinha nova....cada arte.....TUDO!!!
Bjinhos

Mariana M. Notari

Oi Tati! Muito bacana seu blog! Dê uma passadinha lá no meu também... www.mamiimari.com
Uma quarta iluminada pelo Senhor!!! Beijocas e muiiiitos cheiros no Rafa!

tatiane Mello

Oi chará...isso mesmo, Deus nos dá o melhor presente para que possamos desfrutá-los incondicionalmente...Sim, sim menina,a fabricação é própria, sempre gostei muito de artesanato,mas agora que estou em casa, posso ficar com minha pimpolha e tbem ter uma rendinha extra fazendo esses trabalhinhos q são uma terapia...pode deixar q virei te visitar sempre q puder...bjbj fica c Deus...