CLICK HERE FOR FREE BLOGGER TEMPLATES, LINK BUTTONS AND MORE! »
Use o seu pincel e suas tintas pinte seu paraíso e depois entre nele.Acredite na beleza dos seus sonhos e na sua capacidade de realizá-los!”


quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Esse é especial pra você meu companheiro de todas as horas...

     


 Pessoal hoje um post especial para aquela pessoa que está todas as horas (boas e ruins) ao meu lado... E que dedica seu tempo incindicionalmente a nós (Tati, Rafa e Sasha), e que tem me mostrado a cada dia o real significado da palavra FAMÍLIA, que toma minhas dores como sendo suas e que se opõe a todos para nos defender pelo simples fato de nos AMAR...

     Antes que alguém me pergunte se é alguma data especial... Não, não é... Normalmente sou as avesas, em datas especiais prefiro abraçar, beijar, estar junto... E demostrar com palavras somente quando essas brotam espontâneamente do coração. Como hoje!!!

     São cinco anos e sete meses de casamento. 4 anos e quatro meses de namoro. Um total de nove anos e onze meses juntos, ou seja, um terço da minha vida ao lado dele. Um cachorro. Um filho. Muitos amigos. Qatro mudanças. E uma longa história. 

      Estatísticas básicas do nosso relacionamento.

      Dia 08 de Novembro é o dia do meu maridinho, o melhor modelo 3.7 do mercado, peça única, rara e muito minha.

     Outras milhares de estatísticas poderiam fazer parte também desse post, dados pré e pós filho. As viagens, as noites em claro, as declarações de amor, as idas e vindas, as Páscoas, os Natais e os Revéillons juntos, as fraldas que compramos e trocamos, os pratos que tentamos e erramos, os vinhos que tomamos, as empregadas que contratamos e demitimos, os filmes que assistimos, todos os lançamentos e pré-estréias no cinema, hoje com um pouco de atraso, quando estão disponíveis em DVD... As séries de TV que assistíamos religiosamente, Passeios de mãos dadas na praia, de biquíni ou moleton, passeios na pracinha, de carrinho ou bicicleta, os sonhos que tínhamos e os que realizamos. Juntos. Sempre juntos.

      Os sonhos são definitivamente melhores quando sonhados a dois. E a realização dos nossos é muito melhor do que qualquer coisa que poderíamos ter imaginado ou desejado. Isso é Fato.

      No dia do nosso casamento, o padre perguntou: “está disposto a aceitar os filhos que Deus lhes confiar...” e depois ele me contou que imediatamente pensou: “quantos?”. Ele respondeu pra si mesmo: “um???”. Muitos podem dizer que tolice, mas juro que o meu pensamento foi o mesmo, a sintonia estava certa. Não sei se será apenas um, ou serão dois, ou três. E na verdade só Deus sabe. A única coisa que  sabemos mesmo é o verdadeiro significado de sermos pais dessa crianças linda, que é o Rafael. PAI e MÃE. Formadores de uma família.

      Até a data do nosso casamento, houve um caminho. Do casamento até o nascimento do nosso filho e a formação da nossa família, um outro. A cada dia, um novo caminho, de mãos dadas, um ao lado do outro, com filho no colo, no pescoço, na cabeça, não importa, mas esse é o nosso caminho. Um passo de cada vez, um pedacinho por dia, mas sempre juntos, ainda sonhando em comum, seja uma casa linda na praia ou aquela viagem que tanto planejamos? Não sei o que haverá no caminho, mas sei que ele é lindo e muito nosso.

     Obrigada, meu amor por estar sempre ao meu lado nesta longa trajetória! Que nosso caminho seja repleto de muitas felicidades e agradáveis surpresas! Que sempre tenhamos um ao outro para abraçar no fim de noite. Te amo e te admiro muito por tudo o que você é e por tudo o que você faz!

      Que venha 2012, tenho certeza de que muitas coisas boas estão reservadas para nós.

      E Parabéns filhotinho lindo por mais um mês de vida, que o Papai do céu continuar a te abençoar todos os dias, que cresce em graça e sabedoria sempre.

      Uma ótima quinta-feira a todos.

Beijinhos com carinho, Tati Ramos Notari

     




segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Um relato de parto...

Olá pessoas,

      Dando uma passeadinha por tudo que me entretem nesse mundo dos blogs, me emocionei com um relato de parto, que esta disponível no Blog da Angi,o  Mãe de Guri... e isso vale dois posts no mesmo dia...

      Me desculpe a sinceridade, mas enquanto muitas mulheres ficam tentando convencer umas as outras de que um tipo de parto é melhor que o outro e vice-versa, a Ana Paula do Blog Lado de Fora do Coração conta como foi o seu nascimento como filha, uma história linda e imposível de não encher os olhos de lágrimas, quem é mãe (e isso independe da maneira como pariu) consegue imaginar o tamanho da dor de uma separação. Parabéns Ana por compartilhar conosco uma história tão linda.

Segue o texto.


"Escrevo sobre o meu parto. O meu parto como filha, como eu vim ao mundo.

Era uma manhã de inverno. O céu límpido e sem nuvens tornava ainda mais belo os raios do sol.
Minha tia apressou-se para chegar ainda cedo ao prédio de três andares onde morava minha mãe.
Subiu cuidadosa as escadas, tocou a campainha e assim que a porta se abriu, disse para minha mãe:“Diva, aqui está o bebezinho que você tanto queria, agora ela é a sua filha”.

Foi uma grande correria pelos vizinhos para pedir alguma roupinha, fraldas de pano, mamadeiras...
Quando meu pai retornou do trabalho, encontrou um pacotinho muito cabeludo em cima da cama.
Essa história foi contada pela minha tia, infelizmente meus pais já haviam morrido. Eu tinha quinze anos.
Não sei como foi o parto biológico que me trouxe ao mundo. Sei que este é um tipo de parto onde duas mães sentem dor. Não importa a intensidade, dor não se julga. A dor de quem não pode parir, a dor de quem não pode ficar com o filho. Sim, sabemos que há muita insensibilidade no mundo...
Também não sei se esta história é verdadeira. Mas é a história que eu conto para me ninar.
Uma linda menina de dezesseis anos foi à maternidade onde trabalhava minha tia como enfermeira, que acompanhou o pré-natal, as angústias da moça por ter sido colocada para fora de casa pelos pais e o desespero de não poder cuidar de uma criança.
Minha mãe, que não podia ter filhos, um dia pediu a esta minha tia que se aparecesse por lá m bebê, ela queria. Minha tia tirou-lhe as esperanças dizendo que era muito difícil.
Minha tia nada contou à minha mãe, com receio que desse errado. Tudo foi uma surpresa.
Durante o tempo de adolescência questionei muito como tinha saído do hospital com o nome dos meus pais adotivos, por que, por que, por que... O tempo passou e nada disso importa. Os pormenores da história não dizem nada.

“Na calçada em frente ao hospital, tua mãe me entregou, pegou sua mãozinha, beijou demoradamente e desejou que fosse feliz. Seus braços vazios se contorceram de dor”. Assim minha tia me contou.

Um tipo de parto difícil para as duas, com muitos riscos. Enfim prevalece o amor – doar, adotar.Às lindas mães que viram o peito crescer de tanto amor por um filho gerado em outro ventre.O parto de vocês é lindo."

Ana Paula - Lado de Fora do Coração


Beijinhos com carinho, Tati Ramos Notari.

Meu DEus já é fim de Ano novamente..... E o tempo voa

Olá Pessoal...

         Sumiço total do Blog, mas por ótimos motivos. Mudança (de casa e cidade), reforma de casa, muito tempo com os amigos, Rafa cada dia me solicitando mais, muitas e muitas coisas a realizar ao mesmo tempo.
         Hoje fazem extamente 10 dias que estamos na nossa nova (antiga casa), antiga porque já moramos nesta casa por três anos há dois anos e meio atrás e nova porque para o Rafa é sua primeira vez morando aqui, porque nós mudamos um pouco a carinha dela, e também porque um retorno é sempre um recomeço, então é novo.
         Affff, sempre ouvi pessoas dizer que reforma sempre dá dor de cabeça, que estressa, que isso ou aquilo, e juro que sempre achei exagero. Mas hoje sei que é uma grande verdade... Não vejo a hora de tudo terminar e ter nossa casinha só para nós, sem marteladas e pó... rsrsrsrs...
         Mas reclamações a parte, só temos mesmó é que agradecer por tudo que tem acontecido em nossas vidas. Todo esse processo de mudança já completou quase três meses, ainda estamos vivendo com malas e nossa casinha está ua bagunça... Mas não tem preço voltar a ter contato com pessoas tão queridas como as que nos rodeiam, e como é bom sabermos o quanto fizemos falta por aqui (para alguns) e como é grande a quantidade de pessoas ue torcem por nós e querem nosso bem...
         O Rafa teve uma evolução estratosférica nessas última semanas, já está bem firminho, mais risonho do que nunca, tagarelando tudo que pode e consegue (seu vocabulário está imenso) e está feliz feliz feliz, dá pra ver em seu rostinho todos os dias. Tem sido mega paparicado pelas avós, aprendeu como amolecer o coração do Vovô com um sorrisinho dengoso e um abraço gostoso, e continua sendo o mesmo tranquilão e comilão de sempre...
          Sei que apesar de toda essa confusão na vidinha dele, ele consegue compreender tudo o que sempre lhe explicamos, mas sei que toda essa mudança pra melhor, também é reflexo da minha mudança e do Rico, estamos mais tranquilos e felizes também... Então se há alguns dias atrás me queixava de não saber se era relamente a decisão certa a tomar, hoje não me restam dúvidas de que acertamos na escolha... Já estou com saudades da antiga cidade (Cwb) e dos amigos que deixamos por lá, mas sei também que sempre que quisermos voltaremos e que as pessoas que lá conhecemos farao parte de nossas vidas para sempre.

        Gente, esse ano passou rápido demais, foi literalmente um piscar de olhos... Sei que grandes coisas aconteceram, mas daqui um mês já é Natal denovo... Afff
        E por falar em Natal, chegamos na época do ano que mais gosto. Como é bom sair nas ruas e ver tudo enfeitado, chegar na casa das pessoas e ver luzes piscando, parece que até as pessoas ficam mais amigaveis e felizes nesta época... já estou desencaixotando todos os meus Papais Noel e tirando a Arvore de Natal para decorá-la... E esse ano isso vai ter um sabor especial, pois temos o Rafa para nos ajudar... Sempre achei que para uma família ser família de verdade precisa de uma Árvore de Natal, tenho ótimas recordações da minha infância ao montar o "pinheirinho", sim na minha casa sempre pinheirinho de verdade, meu Pai trazia de algum lugar (que nunca soube direito de onde) e nós o enfeitávamos, vezes com bolinhas, outras com laços, algumas vezes som luzes e outras com algodão (para imitar neve, rsrsrs) e na noite de Natal ficavámos esperando o Papai Noel chegar com todos os presentes, ra só escutar o som do sininho chegando ao portão, que o coração disparava de emoção.... E até hoje quando se aproxima a meia noite do dia 24 de Dezembro, sinto a mesma emoção aqui dentro, e isso me tras a certeza da criança que ainda vive em mim... E eu quero passar um pouco disso tudo para o Rafa, quero que ele saiba o verdadeiro significado do Natal, que ele sinta a mesma alegria que eu sentia em montar o pinheirinho e saiba que os presentes são apenas presentes, que aquela troca na noite tem um significado tão pequeno perto de tudo que essas pequenas coisas vão fazer em sua vida inteira, é por isso que repito, que toda família deve ter sua árvore... Grande, pequena, cheia ou nem tanto , com muitos presentes ou não... Mas com certeza cheia de histórias, cumplicidade, amor e muito carinho... Semana que vem posto fotos da nossa árvore... Até lá me contem como eram seus Natais na infância, algo que os marcou???

Por aqui já entrei total no clima Natalino, o que acharam do novo visual do blog???

Acho que por hoje é isso...

Bjinhos com carinho, Tati Ramos Notari

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Tempo literalmente de Mudanças

"A vida é breve, mas cabe nela muito mais do que somos capazes de viver!!!"


        Olá pessoal, é com essa linda e verdadeira frase de José Saramago em Filhos São do Mundo, que começo o post de hoje.
         Me digam se realmente não é isso, quando paro pra pensar na vida tenho a impressão de que ela passa tão rápidinho, mas quando lembro de tudo que já vivi até hoje e de tudo que ainda quero e tenho pra viver, parece muito mais do que aquilo que sou capaz, e é por isso que acordo todos os dias com uma vontade imensa de viver intensamente esse dia.
         Sabe que nunca tive problemas com mudanças, adaptações, coisas novas, mas preciso confessar a vocês que desta vez está sendo um tanto quanto diferente do habitual. Será que é porque não quero voltar???  De forma alguma, acho que é exatamente pelo oposto, a vontade de voltar e estar perto das pessoas que prezo e amo é muito grande... Mas estou com aquele gostinho de quero mais, de quero mais conviver com algumas pessoas tão lindas que cruzaram em nossos caminhos por aqui, de quero mais aproveitar tudo que essa cidade nos oferece, de quero mais curtir meu pimpolhinho só pra mim (egoísta???), de quero mais que tudo que consegui planejar por aqui se concretize e logo.... ooooo ansiedade que me consome, rsrsrs...
       E no fundo sei que todo esse momento nostálgico é também por tudo que estamos vivendo, como já falei em outro post que tenho consciência do tamanho do amor de Deus por nós, pois tudo que pensamos em planejar, pimba, acontece, e agradeço a Ele todos os dias, e sei do tamanho de nossa responsabilidade perante tal amor.
      E outra coisa que meche muito com qualquer pessoa é criar uma criança.... Gente é a melhor experiência do mundo, e tenho estado a cada dia mais e mais maravilhada. Nosso Rafa completou seu primeiro ano de vida no último dia 01, e a cada dia fica mais expressiva a sua indepêndencia. Sempre ouvi dizer que a gente cria os filhos para o mundo, mas não imaginei que seria tão difícil de aceitar algo que parece ser tão óbvio. Meu bebê, que já tem um ano de vida (meu Deus parece que foi ontem), já anda e vai por onde quer, e sequer aceita ajuda, afinal ele já é um homenzinho, e é bem isso que tem mechido comigo, MEU BEBÊ JÁ É UM HOMENZINHO. Já manifesta suas vontades, toma conta da tv, das conversas da casa, mostra a cada minutinho a que veio ao mundo. E isso tudo aperta meu coração, porque como diz José Saramago, "filhos nos são um empréstimo", mas ao mesmo tempo me inunda de uma felicidade extrema, pois tudo que um dia sonhamos que nosso filho pudesse ser, ele nos mostra que será e já está sendo e o quanto veio ao mundo e para nossas vidas para alegrar e colorir ainda mais todos os nossos dias. Então só pra deixar aqui registrado,

"Filho, te desejo o que possa existir de melhor no mundo e para a sua vida, que seus passos continuem a serem guiados pelo Papai do Céu e por nossa Mãezinha querida, que eu possa um dia conseguir traduzir em ações o tamanho do meu amor por ti e que assim você possa entender o quanto a sua chegada encheu nossas vidas de luz e felicidade e o quanto a sua vinda para nossas vidas me tornou uma pessoa melhor. Parabéns pelo seu primeiro ano, Mamãe e Papai te amam mais que tudo."

Affffffffff....

Acho que por hoje é isso...

Um restinho de semana iluminado a cada um de vocês.

Beijinhos com carinho, Tati Ramos Notari

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Volteiiiiiii... E com muitas novidadesssssss

Olá Pessoal...

Meu Deus quanto tempo depois... aliás esse mesmo foi o motivo de tanta ausência... TEMPO... ou falta dele!!!!!!!!!!

Quanta coisa aconteceu neste último mês, que não sei nem por onde começar.

Bom vamos pelo ínicio.... Gente faltam apenas 5 dias para o meu Bebê tão pequenino completar seu primeiro ano de vida, um ano de muitas alegrias e grandes conquistas. O Rafa está um figura, tagarela aos extremos, brincalhão, continua risonho, menos comilão, mais dengoso, e muito muito andador por ai... isso mesmo nosso bebezinho andou aos onze meses de vida, e com apenas três semanas de muitas caminhadas, está cada dia mais firme, cada dia arriscando manobras novas e a cada nova descoberta um sorrião de felicidade e prazer pela nova conquista. Como essa fase é mágica e recheada de bons momentos, momentos estes que dá vontade de colocar numa caixinha e deixá-los lá guardadinhos, pra quando quisermos resgatar, só abrir e reviver, porque passa tudo tão rápido... sei que parece piegas falar isso, mas só quem é pai sabe como realmente o tempo voa, como queríamos que cada fase durasse uma eternidade, ou pelo menos o tempo suficiente para não esquecermos nem um segundinho sequer. Mas tirando isso, só posso agradecer imensamente a Deus por ter posto em nossas vidas uma criança tão especial quanto o Rafael... carinhoso, companheirinho, alegre, saudável e com aquela pitadinha de Tati e Rico que tanto queríamos... Poderia ficar horas aqui falando e falando sobre ele, mas me desmancho em outro post, pois as novidades continuam.

A segunda e na minha opinião melhor novidade do ano, é que estamos voltando a morar em Cascavel, nossa cidade querida. Estamos voltando pra perto da família e dos amigos que tanto nos faziam falta. Gente sabe aquelas coisas de Deus, foi isso que aconteceu... Pensem comigo se não foi??? Estávamos nós aqui em Curitiba, bem tranquilos, claro que desde que viemos morar pra cá sentimos falta de todos que ficaram por lá e principlamente da vida que tínhamos, pois viver em um grande centro é muito bom, mas é sempre mais complicado. Um belo dia em uma conversa a toa dessas que temos todas as noites tomando um Chimarrão, comentamos um com o outro (Eu e Rico) sobre a vontade de voltar a morar em Cascavel, no quanto seria bom para o Rafa e para a minha mãe que sempre reclama da saudade, que voltaríamos a ter os amigos tão bem escolhidos sempre por perto e coisas assim... E terminamos a conversa com um "Vamos trabalhar pra voltar então!!!", mas nada de estresse pela volta, para nós aquilo foi mais um dos tantos momentos de nostalgia.... Gente, não era só isso.... éramos nós contando pra Deus nossas vontades mais intrínsecas, aquelas vontadinhas mas guardadinhas. Isso era uma quarta feira e na sexta surgiu a possibilidade de acontecer exatamente o que havíamos falado... e dali em diante, foi uma ansiedade só... Foram várias velinhas acesas por muitos dias, foi mãe rezando para que tudo se encaminhasse, foi amigos fazendo promessa para voltarmos... foi INACREDITÁVEL... aliás como tudo em nossas vidas... e no final deu tudo certo... ESTAMOS VOLTANDO!!! E muito felizes... Quer dizer isso ainda não era o final, muita coisa estava por vir... Resolvemos reformar nossa casa em Cvel, e vender nosso apto em Ctba, porém sabiamos que isso iria demorar um pouco, afinal bons profissinais (para a reforma) sempre estão trabalhando, e como não poderíamos acompanhar tudo de perto, decidimos que não colocaríamos qualquer um e fomos atrás dos que já conhecíamos, e pimba, não que estávam disponíveis??? Pronto, metade do problema resolvido e a quebração começou... Nós estamos uma semana em cada lugar... Uma semana em Cascavel e outra em Curitiba e assim vai até as coisas na empresa que o Rico trabalha se acertarem (acho que mais umas três ou quatro semanas, afffff)... Na semana retrasada estávamos em Ctba e resolvemos ligar para um corretor que conhecemos quando procurávamos um sobrado pra comprar, entramos em contato com ele na quinta e viajamos pra Cvel no sábado, e acreditem na terça nosso apto estava vendido!!!! Ai eu pergunto mais uma vez, é ou não coisa de DEUS?????
Pensamos na possibilidade de um dia voltar, esse dia chegou três dias depois, pensamos em reformar a casa, encontramos quem queríamos, pensamos em vender o apto e está vendido... Em 40 dias estaremos de retorno feito, casa reformada, apto vendido e aniversário do Rafa realizado.... Acreditem é muito mais do que ousamos pedir um dia, e com tantas provas assim só posso todos os dias acreditar que Deus realmente nos ama muito e nos reserva um futuro maravilhoso... Tenho certeza!!!!

Outra novidade é a respeito do projeto que estou desenvolvendo para trabalhar com Personalização de Eventos, fiquei super aflita pensando que tudo ia por água abaixo com nosso ida pra Cvel, mas estava enganada, as coisas estão de vento em polpa e em breve terei novidades, um blog novinho está vindo por ai, com muita coisa legal e um site pra poderem comprar tudinho que gostarem... Rsrsrsrs...

Acho que por hoje é isso... vou tentar manter vocês atualizados das novidades e dos últimos preparativos para o níver do Rafa... Mas por favor entendam minha ausência, está bem dificil conciliar a vida em dois lugares... rsrsrs

Uma terça repleta de muitas coisas boas a todos,













     Beijinhos com carinho, Tati Ramos Notari

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Ainda é tempo de destacar o dia dos pais....

Olá pessoal,

Dei uma sumidinha, mas já voltei.... E como não estive presente por aqui no Dia dos Pais, fica registrado mesmo que atrasadinho um Feliz Dia dos Pais a todos, que Deus os ilumine muito e sempre e que lhes conceda a graça de estarem pertinhos dos seus filhos o maior tempo possível.

Bom como meu Amado Pai, está longe dos meus olhos e deste plano terrestre, por ele só pude no seu dia fazer uma oração de todo meu coração e acender uma velinha para iluminar seu caminho lá juntinho ao Papai do Céu, e relembrar toda a nossa curta convivência aqui na terra, recheada de boas e doces recordações.

Mas ainda tem um outro Pai, que teve seu primeiro Dia este ano, meu marido e Papai do nosso pequeno Rafael. O Rico é uma pessoa super do bem, com um carater invejavel, um coração enorme, está sempre pronto a ajudar á quem seja, consegue sempre ver o lado bom de tudo e de todos, apaixonado por bichos, crianças e doces. É um marido pra lá de dedicado, carinhoso, e muito paciente e sempre tive a certeza de que seria o MELHOR pai que meu filho poderia ser. Os dois já são extremamente companheiros e sei que terão inúmeras aventuras juntas... Que você continue sendo exatamente como você é meu amor e que consiga sempre realizar todos os seus sonhos e projetos de vida. Te amamos mais que tudo.

Com carinho, Tati e Rafa.


Impulsionada por uma amiga, que teve a brilhante idéia de eternizarmos algo dos nossos pequenos para dar de presente aos novos Papais, carimbamos as suas mãozinhas e pezinhos a fim de fazer um quadro e assim presenteá-los com algo feito pelos seus rebentos. A idéia foi super aceita e a diversão foi imensa na confecção dos presentes... Obrigada Aline por compartilhar com nós uma tarde tão gostosa.
Para marcar a data do Dia dos Pais, montei uma folha em scrap para cada uma de nós, Eu, Aline e Karla, e ficaram lindas, abaixo poderão ver fotos da que eu e o Rafa presenteamos o Rico. Só não deu tempo para pôr a amoldura, rsrsrs.


Carinha de quem não estava entendo muita coisa...

Hummm, agora acho que comecei a entender porque pintaram minhas mãozinhas... rsrs


Mamãeeeee, no pé faz cócegas....


O resultado!!! Valeu a pena, né filho??

Essa carinha de feliz do Papai, não tem preço... Amamos você!!

Amei o resultado, tanto que estamos participando com o presente de um sorteio muito legal no blog Scrap Maníacas, deêm uma passadinha por lá para conferirem outros trabalhos bem bacanas.

E por ai como foi o dia dos pais???? Fizeram algo diferente??? Ou tem alguma tradição na família??? Nos contem tudo...

Uma semana iluminada a todos, beijinhosssssssssssss

Tati Ramos Notari




sexta-feira, 12 de agosto de 2011

A díficil decisão!!!



Olá pessoal,

Acabei de ver essa foto no blog da Gabriela, e mais uma vez me coloquei em xeque.

Aiii que vida díficil essa de não saber se quero realmente ser mãe em tempo integral ou voltar a exercer minha profissão. Em tempos de tanta modernidade, de tanta independência feminina, seria um retrocesso querer eu, curtir todos os segundinhos do meu dia com meu pimpolho???? Seria egoísmo da minha parte querer estar por perto quando ele der os primeiros passinhos e poder ver isso de camarote??? Seria comodismo meu ficar em casa dando a ele todo aconchego e carinho que precisa nesta fase???

Pensando assim acho que não existem motivos para voltar a ter aquela vida tumultuada, cheia de horários rigorosos, cansaço e estresse no fim do dia, chefe chato pegando no pé, colega querendo a todo custo te "ajudar", trânsito infernal, e por tudo isso, ainda ter pouco dinheiro na conta no fim do mês.... rsrsrsrs

Ooooo hipocrisia danada... vendo dessa forma é tudo tão claro e belo, não é mesmo. Pena que não é bem assim que funciona tudo.

Morro de saudades do corre do cotidiano, de ajudar pessoas quando essas mais precisam, de receber um olhar de agradecimento por um gesto muitas vezes tão simples, de voltar pra casa no fim do dia e este ser o melhor lugar para se estar e não o único. Tudo bem sei que na minha profissão não são sempre rosas, mas anda assim me realizava nela.

Quando decidimos nos mudar por transferência do marido,  sabia que de alguma forma minha vida mudaria, afinal planejávamos ter um bebê e morando longe de todo mundo, sabíamos que algumas coisas teriam de ser repensadas, por exemplo: TRABALHO.

A idéia inicial era vir pra Curitiba e procurar um emprego e quem sabe no próximo ano teríamos um filho. Porém isso logo mudou. Já nas primeiras entrevistas desanimei, era quase que requisito não querer ter filhos nos próximos 677698657 anos. Como assim??? Como eles acham que podem decidir isso por um casal??? Me frustei... E não conseguiria mentir, afinal acho que isso é muito sério, ninguém tem o poder de governar a sua vida, e jamais diria que não pretendo ter filhos pra conseguir um emprego... Mudanças de planos!!! Engravidaríamos primeiro... E assim foi, no ano seguinte engravidei e estávamos de comum acordo que ficaria com o Rafa até ele completar seis meses, depois voltaria a trabalhar e ele iria para a escolinha.... Mas gente, quem disse que eu consegui fazer isso??? Quando ele completou seis meses comecei a procurar escolinhas e saia chorando a cada visita, ai resolvi ir com uma amiga que também tem bebê, não sai mais chorando, ma também não gostava de nada... rsrsrs... Hora de sentar e conversar novamente, decidimos eu e meu marido que ficaria com o Rafa em casa até ele completar um ano, afinal até lá ele já estaria maior, quem sabe andando, já entenderia melhor as coisas e seria bom pra ele se relacionar com outras crianças.... Adivinhem???? Um ano está chegando e não consigo me imaginar longe do meu pequeno um dia inteirinhoooooo... Eu sou louca, possessiva ou com vocês também é assim????

Então cheguei a conclusão de que o que eu quero mesmo é estar com meu pimpolhinho o maior tempo possível, mas também quero ter uma atividade, o que fazer??? Procurar uma alternativa que me propicie isso, certo??? Pra mim sim, certo e é isso mesmo que estou fazendo. Colocando na mala a minha profissão de formação vai ficar lá guardadinha por um tempo e me entregando de corpo e alma a uma antiga paixão, e acreditem não é só um hobby, vou transformar isso na minha nova profissão, na minha nova versão mãe. E tenho certeza de que serei bem mais feliz assim... Pois estarei perto do meu filhote e fazendo o que gosto... Em breve conto tudo pra vocês.

Sei que tem muitas mães que discordam de mim, e outras milhares que levam a vida dupla numa boa, como também sei que existem outras que passam pelo mesmo dilema. Mas cansei de ficar lutando contra mim mesma, lutar entre o que eu acho "certo" e o que eu quero fazer... Deixei pelo menos uma vez me levar pelo coração... E posso dizer que estou muito mais feliz assim... Pelo menos por enquanto...

Como tem sido com vocês???

Como foi decidir ficar em casa??? Ou como foi a volta ao trabalho???

Se arrependem da decisão????

Um ótimo restinho de semana a todos.

Bjinhossssssss

Tati Ramos Notari







quinta-feira, 4 de agosto de 2011

E iniciou o décimo mês...

Olá pessoal...

Meu Deus como o tempo foge, corre, voa.... Meu pequeno filhinho acabou de completar 10 meses. E parece que foi ontem que estava dentro de mim, bringando pelo pouco espaço que conseguia ter, me lembrando a todo instante que tinha alguém ali, crescendo e ficando cada dia mais forte. Parece que foi ontem que dei o primeiro o segundo, o terceiro banho naquele corpinho tão frágil e pequeninho, parece que foi ontem que ele vinha para o meu lado parecendo um bichinho, cheirando a tudo e procurando o que realmente lhe interessava, o peito, foi ainda ontem que lhe acariciava a cabeça e as costas enquanto o amamentava, ontem ele ainda cabia direitinho no meu colo e o queria o tempo todo, afinal o chão não tinha a menor graça, até ontem ele tinha carinha de bebê jonhson, as suas brincadeiras eram naquele espaço em que seus bracinhos alcaçavam, sua comunicação se resumia a sorrisos ou choro e nem sentia muito estar em lugares diferentes.

E hoje, já tenho um bebê de 10 meses... Um bebê que quer me mostrar a todo instante o quanto está grande, forte e independente, um bebê que não para nunca mais para trocar a fralda, um bebê que descobriu no banho de chuveiro com o papai um momento de pura diversão, um bebê que continua me procurando, mas agora quando está cansado de tanto brincar ou quando por um deslize bateu algum lugar querendo um pouco mais de carinho, um bebê que já é muito maior que meu colo e muito mais pesado que meus braços gostariam, um bebê que sabe o que quer, que simplesmente deciciu que não queria mais mamar no peito e assim o fez, sem traumas ou dores de cabeça pra ninguém, um bebê que vê no chão a possibilidade de desbravar um mundo inteiro e assim o faz, um bebê com carinha de menininho levado, peralta, arteiro, um bebê que se comunica através de suas próprias palavras... já chama "mama, papa, vovó e dá", e nos mostra exatamente do que gosta ou não, um bebê que fica extasiado quando chega há qualquer lugar diferente..... um bebê que enche a casa de alegria, de sorrisos, de felicidade e de muitos resmunguinhos o dia todo.

O Rafa está em uma fase marvilhosa, de descobertas diárias, das primeiras birras, se aventurando com os primeiros passinhos engatinhar não tem mais graça, a cada dia descobre um novo som e fica maravilhado com isso, um comedor irrevogável, come de tudo e muito, aprendeu a usar o canudinho, está com a boca cheia de dentes, percebeu que fazendo carinho ele derrete os corações do Papai e da Mamãe.... aii poderia passar horas aqui falando do meu Pitoco mais lindo do mundo. Mas só queria compartilhar com vocês um pouquinho do que está sendo essa fase maravilhosa de nossas vidas...

E os preparativos para o aniversário do Rafa, estão a todo vapor, com muitas idéias fervilhando na cabeça e as mãos da mamãe aqui trabalhando muito pra dar conta dos convites. Mas tenho certeza que vai valer a pena, estão ficando lindos.

Tenho outras novidades ótimas, mas isso vai ser para outro post...

Que vocês tenham uma quinta iluminada. Bjinhosss no coração de cada um,

Tati Ramos Notari

sábado, 30 de julho de 2011

O que quero que meu filho saiba...

Olá Pessoal,


Essa semana observando as mudanças que consigo ver no Rafa principalmente em sua personalidade, me questionei inúmeras vezes qual a maneira correta ou melhor maneira para se educar uma criança, e se querem saber não consegui chegar a conclusão nenhuma, afinal se fosse fácil assim já existiriam várias receitas. Existem diversas fórmulas e dicas de como melhor proceder com um filho quando o assunto é educação, conversa, castigos, restrições, amor, carinho... mas na verdade nenhuma delas lhe diz exatamente o que fazer, e se existisse, perderia a graça ser mãe. Conversando hoje com uma grande amiga, que também tem um bebê pequeno, vi que ela também tem as mesmas dúvidas que eu... Afinal, estamos certas ou não???? Boa pergunta, não é mesmo Karla??? Agora aqui quietinha com meus botões, cheguei a conclusão de que não está em questão a maneira de como educá-lo e sim o que quero que ele saiba... a acreditem isso muda muita coisa... Pois agora posso dizer seguramente que estou muito orgulhosa de mim mesma por estar acertando...

Há alguns segundos átras vendo o Rafael dormindo com a tranquilidade de um anjinho, com as mãos juntas e a respiração lenta, pensei que cabe a nós, pais Rico e Tati, ensinar a ele tudo o que aprendemos de bom e de ruim também e assim, ajudar na formação do seu caráter. Penso na minha enorme responsabilidade como mãe e não me assusto. Apenas constato que grande parte do processo de torná-lo um grande homem, cabe a mim. Simplesmente por ser sua mãe...

E muitas vezes com meus diálogos internos, listo mentalmente todas as coisas que desejo que ele saiba, conheça, evite e  persiga. Talvez eu também lhe passe alguns dos meus erros, mas ainda assim, servirão de aprendizado. Afinal, todo mundo aprende com a mãe algo que quer evitar fazer com o próprio filho, não é verdade??

De todas as coisas, algumas para mim são fundamentais. Eu quero que ele possa conheçer todas as realidades, e não apenas o seu mundinho de conforto e faz de conta. Que ele aprenda que humildade faz mais bem aos olhos do que um rosto bonito e que beleza mesmo, é aquela que vem do coração e dispensa artifícios, caras e bocas. Que ele entenda que errar faz parte do aprendizado e que todo tombo leva a novos passos. Que há apenas um caminho correto, mas que se ele algum dia escolher o errado, tenha a certeza de que sempre pode dar a meia volta e voltar. Que nunca lhe faltará um abraço como consolo, um beijo de boa noite, um bom dia ou uma benção para começar bem cada manhã. Que meu amor pode até sufocar, mas nunca será demais, porque amor de mãe é o único sentimento que sabemos que nunca irá acabar. Mudar, sim. Muda sempre para maior, para melhor. Que ele entenda que meus puxões de orelha, minhas broncas, nossos desacordos têm como única finalidade o seu querer bem e que nem sempre é amigo aquele que te empurra para uma direção qualquer. Quero também que seja educado e solidário com todos, saiba ser simpático com o maior número de pessoas que puder e que dispense seu amor somente a quem merecer. Quero, mais ainda, que ele saiba dizer não. Porque aceitar e concordar é fácil. Difícil é bancar uma opinião contrária àquela que o mundo dita. Que suas crenças e valores estejam acima de qualquer moda, grupo ou falsos ideais. Que Deus seja o centro da sua vida, independente da religião que ele decidir seguir. Que tenha plena consciência que a família será sempre seu porto-seguro, seu braço forte, seu ouvido companheiro. Sempre, por todas e a qualquer hora. E, sobretudo, quero que ele nunca se esqueça do que é amor próprio. Porque o dia em que ele deixar de se amar, o dia em que ele colocar qualquer outra pessoa num pedestal e tiver que olhar para cima ao invés de lhe olhar nos olhos, será o fim de todas as coisas boas que ele construiu por toda uma vida. E se ele não se amar, se respeitar e souber se impor, nenhuma dessas qualidades se sobressairá. Ao contrário: quando a gente demonstra que ama mais alguém do que a si mesmo, dá também a falsa impressão de que não merece o amor deste que foi colocado, um dia, como prioridade em sua vida. Cautela, sempre. Um pé após o outro. Passos lentos e sem parar.

Com certeza eu esqueci de um monte de outras coisas úteis a lhe ensinar. Mas certeza que ainda vou lembrar. Cada vez que olhar aquele sorriso, aqueles olhinhos, que tiver que pegar em sua mão para que ele dê seus primeiros passos, certeza que ainda aprenderei um tanto de outras coisas.

Acho que a verdade é essa. Aprendo mais sendo sua mãe do que ouso um dia lhe ensinar.

Como é mágica e linda a maternidade, como é sublime e uma grande responsabilidade ter um ser em nossas mãos para o ensinar tudo sobre a vida. Somente peço a Deus que me dê a sabedoria necessária para cumprir com êxito essa tarefa que me foi confiada e que possa me orgulhar ainda mais do resultado final.

Que Deus esteja pertinho de vocês em cada segundinho deste fim de semana.

Beijos carinhosos,

Tati Ramos Notari

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Olá pessoal,

Hoje vim aqui pra falar de um novo blog, o Minha Mãe que Disse. Muito legal, vale muito a pena conferir!



Roberta e Flavia são mães - o que, por si só, já é punk.



Como outras tantas crianças nascidas nos anos 70, elas brincaram com a bochechinha e fofolete, colecionavam os iô-iôs da Coca-Cola e trocavam papéis de carta. Sobreviveram (não sem sequelas) às balas soft, viajavam no chiqueirinho da Caravan e secretamente sonhavam em viver uma casa que se parecesse à lâmpada mágica da Jennie, a gênia. De preferência acompanhadas de um dos Menudos.

Um dia elas cresceram, casaram com rapazes amorosos e pacientes e pariram as razões de suas vidas.

Agora elas tentam exercer a maternidade com dignidade e bom humor, dividindo e trocando experiências maternais pela blogosfera afora. Porque de que adianta esquecer as fraldas do bebê, sujar a blusa nova de cocô e dar suco vencido pra criança se você não tem com quem dividir (e rir) de suas gafes mamíferas?

Roberta mora em Cingapura e é mãe de um pitelzinho chamado Noah. Ela escreve sobre maternidade (sem cortes!) lá no blog Piscar de Olhos.

Flávia mora em Barcelona e é mãe de uma belezura chamada João. Você pode conferir as aventuras e descobertas dessa mãezona no blog O Astronauta.

Essas 2 mães se juntaram e criaram o blog Minha Mãe que Disse . Nele estão reunidos quase 700 blogs de mães desse mundão afora. Incluindo o meu!

Fica ai a dica pra quem procura informação de boa qualidade e horas de uma deliciosa leitura.....

Beijinhossss a todos,

Tati Ramos Notari




quarta-feira, 20 de julho de 2011

De repente 30.... meu Deus!!!!!!!!!!!!!!!!

Boa noite pessoal....

Passei uns dias longe, pois estou curtindo um pouquinho o colinho da mamãe que está passando uns dias por aqui.... mimando muito o netinho... rsrsrs

Como muitos sabem, essa semana faço aniversário dia 22, o que alguns não sabem é que completo 30 anos... como pesa falar isso... estou saindo dos vinte e poucos anos e entrando em outra década.... rsrsrs... certa vez ouvi dizer que todas as mulheres passam pela crise dos 30, e que essa crise é uma espécie de TPM que dura uns três anos,  parece que o mundo conspira contra, até comercial de detergente faz com que você repense a sua vida.... exageros a parte, acho que nos faz sim repensar em muitas coisas da nossa vida eu ainda não tive neuroses, pra falar a verdade não estou muito preocupada, mas é inevitável sentir algo diferente quando respondemos com um "30 Anos".... parece que a responsabilidade aumenta... sabe quando você passa no vestibular e entra para a faculdade e as pessoas esperam mais de você dali pra frente, é assim que tenho me sentido.... rsrsrs

Sabe aquele momento em que você se pega pensando se conseguiu realizar tudo o que queria???? tipo aquela propagando do Boticário,??? Então eu olho pra trás e gosto muito do que vejo, consegui o respeito da minha família pelo que sou, consegui poucos mas amigos verdadeiros e pra sempre, tenho um marido que amo incondicionalmente e que me completa, tenho um filho maravilhoso, desejado, esperado e muito muito amado, tenho a profissão que queria isso ainda está em xeque, e estou hoje exatamente no lugar me queria estar, então o que mais podeira querer..... Quando tinha 20, ficava pensando em quando chegasse aos 30, se seria careta, não gostaria mais de baladas, se as músicas que sempre ouvi me irritariam, se seria imapaciente, se me vestiria muito diferente, se deixaria de gostar de pipocas e brigadeiro de panela..... hahahahah.... pura imaginação fértil..... continuo gostando de tudo isso e milhões de outras coisas que descobri nesses dez anos no intervaldo dos 20 aos 30... com a vantegem de que hoje sou muito mais segura e com maior serenidade para decidir as coisas.... Acho que o melhor dos 30 é a maturidade que você de certa forma adquire. Eu disse de certa forma, porque nessa idade ainda me sinto imatura para muitas coisas continuo aprendendo todos os dias mas hoje sei muito bem o que me agrada, o que estou de acordo, o que me envolve, e melhor hoje sei dizer que não gostei sem me sentir a pior pessoa do mundo, hoje entendo que não preciso agradar a todos o tempo todo sem que isso me torne uma pessoa ruim.....

Só posso dizer que chegar aos 30, é muito mehor que estar nos vinte e poucos...rsrsrs... até porque é neste tempo que hoje me encontro, e me sinto livre pra dizer a todos vocês com vinte e tantos anos que aproveitem muito esses próximos anos rumo aos trinta e aproveitem para lapidarem o que querem ser lá na frente porque vale muito a pena investir em você mesmo...

A grande porcaria é que seu corpo muda e muda muito, mas você fica mais inteligente e de certo modo mais interessante... Eu acho que estou numa idade ótima, não trocaria meus bem vividos 30 pelos 20 de jeito nenhum.... E nem pelos 40, claro.... hihihi...

Como foi com vocês essa chegada aos 30????

Uma ótima quarta a todos.... Bjinhosssssssssss

Tati Ramos Notari

sexta-feira, 15 de julho de 2011

A Saga dos preparativos...

Boa noite...

Nossa já havia esquecido como é divertido, emplogante, estressante, cansativo e mágico, preparar uma comemoração com carinho e amor....
A festa de 01 ano do Rafa tem tomado meu tempo e meus pensamentos, sei que muitos de vocês podem achar bobeira ou coisa de quem não tem o que fazer, ficar se preocupando com detalhes em dias que podemos comprar festas prontas e não nos preocuparmos com nada... e juro eu tentei ser assim... mas não deu..... Quando começaram as discussões acerca da comemoração, surgiram diversas idéias.... a primeira, e até então parecia ser a mais lógica, era fazer a festa em Cascavel, uma vez que somos de lá, moramos em Curitiba a dois anos, a maior parte dos parentes amigos também, ficaria mais fácil..... Fácil pra quem???? Foi a pergunta que não quis calar.... logo percebemos que ficaria muito complicado e dispendioso, no sentido exaustivo e financeiro, então logo desistimos... decidimos fazer por aqui mesmo Curitiba, ai veio outra dúvida, moramos em um apartamento pequeno, não podemos hospedar todos, mas depois de muita conversa percebemos que as pessoas não se importavem em vir mesmo assim... então ponto... será na cidade natal do Rafa.... Ok, decidio o local, e também que seria no salão de festas do prédio, uma vez que ele é bem bacana e comporta os convidados com conforto.... o tempo passou e quando me dei conta faltavam apenas três meses para o Rafa completar seu primeiro ano.... começaram as buscas pelos serviços... decoração, comidas, bebida, bolo, pessoal e apoio... uuuffffaaaaa.... cansei só de pensar em ver tudo isso.... outra vez conversamos muito e chegamos a conclusão de que fazer no prédio ficaria mais complicado, pois estaríamos com algumas "visitas" e ainda teríamos que nos preocupar com tudo.... sobrou então a opção e fazer em um Buffet infantil... já que a turminha da criançada cresceu, e nos pouparia uma trabalheira enorme, visto que seríamos mais três "convidados" é assim que eles vendem as festas.. rsrsrs....  Pronto, tudo resolvido....... Mal eu sabia que minha busca estava apenas começando..... Acho que liguei para todos os buffets existentes em Ctba, e pasmem a grande maioria não tinham data até o fim do ano.... ooooo povo que faz festa.... e quando encontravamos a data disponível, não gostávamos do buffet..... ate que uma tarde providencial me reuni com duas amigas para tomar um chimarrão e por o papo em dia e uma delas me deu a dica de um Buffet legal.... liguei, e já estava reservado.... entrei em pânico..... teria que voltar a idéia inicial logo agora que já tinha gostado da idéia de não fazer nada, passou uma semana e me ligaram dizendo que haviam desistido da reserva e a data estava livre... fomos conhecer e ADORAMOS, o espaço é super bacana, os brinquedos novinhos, e eles tinham as duas decorações que eu queria duas, porque ainda não sei ao certo qual eu quero de verdade, sem contar na propietária que é um amor, extremamente atenciosa, uma gracinha.....

Problema resolvido.... tudo o que precisamos eles oferecem, convite, brinquedos, espaço legal, decoração, salgados, doces, bolo, bebidas, e até lembrancinhas..... PERFEITO.....hahahhaha... até parece mesmo.... gente não aguentei, resolvi fazer os convites de scrpabooking, personalizar as lembrancinhas, a mesa de doces.... e adivinhem isso dá uma trabalheiraaaaaaaaaa enormeeeeeeee..... até porque tenho uma noção bem, mas bem básica e scrap, mas por outro lado descobri que sou jeitosa... sempre me achei sem veia artistica nenhuma e estou surpresa comigo mesma.... esses convites com certeza vão render um outro post, pois acho que estou descobrindo uma nova paixão....

Bom acho que é isso, está tudo organizado, mas nem tanto que consiga ficar tranquila, mesmo sendo algo pequeno, quero que todos sintam no dia que está sendo preparado com muito carinho em cada detalhesinho....

Essa semana vou estar um pouco ausente, pois Mamãe está vindo passar uns dias por aqui e vou curti-lá muitoooooo.... Em breve faço um post comentando sobre os profissionais que estão me ajudando... pessoinhas especias.... sabe aquelas que Deus coloca nos nossos caminhos... é exatamente isso....

Uma ótima sexta a todos, beijinhos, com carinho.

Tati Ramos Notari

terça-feira, 12 de julho de 2011

As mãozinhas mais gostosas do mundo...

Não é nem necessário explicar que toda mãe é um pouco viciada em marcos do desenvolvimento para justificar um manifesto como esse: estou APAIXONADA pelas mãozinhas do Rafa, desde que ele aprendeu a bater palminhas, imita os gestos da música "meu pintinho amarelinho", faz sinal de acabou, e da tchauzinho...

Quando ele nasceu, suas mãos tinham unhas esquisitas que me davam medo até de olhar. Como seria eu capaz de cortar aquilo? Eram arroxeadas e enrugadas. Molinhas, molinhas, pareciam papel. Mas tinham um cheiro bom, de corpo, de recém nascido que era o cheiro dele, totalmente inesquecível.

Depois começaram a tomar vida, até o dia em que ele reparou que existiam. Foi uma lambeção, chupação, mordeção de mão que não tinha fim. As mãos eram e continuam sendo roliças, gordinhas, saborosas e grandonasssss como tudo nele. Era impossível resistir a um beijo apertado, observado pela carinhas de espanto dele, indignado com a invasão de sua propriedade paritular “Mamãe, tenho certeza que esse brinquedo é meu!

Um dia as mãos descobriram que sabiam fechar. E o Rafa descobriu que sabia pegar. E eu presenciei a maravilha da evolução com o funcionamento do polegar  na mãozinha mais gostosa que o mundo já viu, interagindo suavemente com o brinquedinho montado no berço.

E hoje ele usa essas mesmas mãozinhas para fazer carinho ou dar tapas quando bravo, para apontar objetos de seus desejos, para segurar lindamente a mamadeira, para descobrir as rodinhas em um carrinho, para dar tchau, para chamar, e para tantas outras coisas.... mas o que mais acalenta o meu coração é sentir aquelas duas mãozinhas cheirosas nos procurando ao seu lado na cama quando dorme com nós, e que repousa suavemente no nossos rostos, fazendo disso o MELHOR momento do dia...

Tenham todos um ótimo ínicio de semana.... Bjinhosssssssssssss

Tati Ramos Notari

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Crianças e Bichinhos de Estimação

Olá Pessoal...

Hoje li um texto e resolvi compartilhar com vocês, pois tenho certeza de que como nós existem muitas outras famílias que tem animais de estimação em casa, e precisam aguentar muitos comentários muitas vezes maldosos em relação a convivência desses nossos companheirinhos com nosso bem maior que são nossos filhos, principalmente quando esses ainda são bebês.... Aqui em casa sempre tratamos isso com muita tranquilidade, a Sasha nossa cachorrinha já estava com nós há muito tempo quando o Rafa nasceu, e ao contrário de muitos nos orientavam pra não dizer, quase nos impondo, continuamos com ela em casa sim, mesmo morando em apartamento, nunca vimos problemas nisso, claro que hoje ela tem um pouco menos de liberdade dentro de casa, mas os dois bebê e cachorro vivem tranquilamente.... e o Rafa tem verdadeira paixão por ela, é só vê-la pra abrir um sorrisão e já sair correndo atrás... ela é que não gosta muito... Claro que tem bebês que já nascem com pré disposição para desenvolver problemas respiratórios, quando já não apresentam, ai concordo que tenha que ser algo a pensar com calma.... mas sem históricos, concordo com os diversos estudos por ai, que não existem motivos para privar nossos filhos dessa convivência tão gostosa para toda a família, pois só quem tem um cãozinho em casa sabe o quão gratificante é.....

Então segue o texto pra vocês conferirem....

" Bichos fazem bem para bebês

Você já sabe dos benefícios que cães e gatos trazem para as crianças, mas uma nova pesquisa mostrou que esse contato é ainda mais importatnte no primeiro ano de vida. Especialistas do Hospital Henry Ford, em Detroit (EUA), analisaram dados de 565 crianças desde o nascimento até os 18 anos e concluíram que a exposição no ínicio da vida diminuiu a possibilidade de algumas delas desenvolverem alergia aos bichos. No caso dos gatos, o riso cai pela metade. Para Ana Paula Castro, presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia, é mais um ponto a favor dos pets. "O contato desde o nascimento não é prejudicial e pode ter um papel protetor", diz. Deixe seu bebê conviver com o bicho de estimação em casa, só evite que ele entre no quarto ou fique sozinho com seu filho."

Texto extraído da Revista Crescer - Julho/2011

E ai na sua casa como é está convivência??????

Nossos dois pitocos - Sasha e Rafael com dois meses.


Uma ótima sexta a todos, bjinhosssss

Tati Ramos Notari

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Semana Especial

Não poderia deixar passar em branco.... Essa semana, mais precisamente no dia 01/07, o Rafa completou NOVE meses de vida.... Pra mim essa data tem um significado muito especial....

Foram nove meses gestando, alisando a barriga, imaginando como seria a sua carinha, suas mãozinhas, as bochechas rosadas, e o amor crescendo a cada dia, amando uma pessoinha sem ao menos conhecê-la... Mas pouco importava se seria loiro ou moreno, grande ou pequeno, magricelo ou rechonchudo, o que realmente importava era que ele já existia, estava lá guardadinho esperando sua hora de vir ao mundo, crescendo, crescendo e crescendo muito.... E fazendo com que nos tornássemos pais devagarinho, todo dia um pouquinho mais pais, e desejando ser os melhores do mundo...

E hoje outros nove meses se passaram, seu rostinho era exatamente o que eu imaginava, seu cheiro é o melhor do mundo, sua risada é a mais gostosa que já ouvi, sua voz reclamando o dia todo é a melhor música para os meus ouvidos, são nove meses vibrando junto a cada nova e pequena conquista, o primeiro banho banho de chuveiro, o primeiro sorrisinho mesmo que involuntário, quando passou a reconhecer nossas vozes, firmou o pescocinho, segurou um brinquedo com as pequenas mãozinhas, os primeiros dentinhos,conseguiu sentar sozinho, as primeiras papinhas, engatinhou, o balbuciar que se transformou em grandes conversas dadada, bebebebe, o tchauzinho, as palminhas, o primeiro tombo, o ficar em pé sozinho, vendo o mundo por outro ângulo pelo jeito bem mais interessante aos seus olhinhos, aiiiiiiii, são tantas primeiras vezes, que só posso agradecer ao Papai do céu todos os dias e infinitamente.... Pois o Rafa é o melhor bebê que um dia sonhei em ter e ele conseguiu nos transformar nos "Melhores Pais do mundo", só ele consegue extrair o que existe de melhor e mais profundo em nós, só ele nos mostrou o que é AMAR verdadeiramente e pra sempre .... e tudo isso em apenas 9 meses.... fico imaginando tudo que ainda está por vir, pois se agora nós três já nos divertimos a beça, como é possível ser ainda melhor????

Mas o melhor de tudo isso é saber que o Rafa é uma criança extremamente saudável e se desenvolve super bem.... Ai vai um pouquinho da vida dele pra vocês acompanharem...

O Rafa nasceu com : 39 semanas e 5 dias
O Parto: Foi cesáreo, e ao contrário do que pensam, foi por opção.
Peso: 3305 Kg
Estatura: 49 cm
Apgar: 8 e 9
Primeira Mamada:  Minutos após nascer
Primeira Troca de Fraldas: Na maternidade, pelo papai
Primeiro Banho: Na Maternidade, dado pela Mamãe
Aleitamento: Amamentado exclusivamente no peito até os 5 meses e 23 dias, e depois até os 9 meses com complementos de papinhas, parou de mamar espontâneamente.
Primeiro Banho de Chuveiro: Aos 23 dias, dado pelo Papai.
Primeira Viagem: Á Cascavel, com 1 mês e 19 dias.

E hoje está um bebezão, sempre tira comentários das pessoas em relação ao seu tamanho.....
Está com 9 meses, 10.080 Kg, 73,5 cm, sentando desde os 4 meses, engatinhou aos 6 meses, agora está ensaiando os primeiros passos, ja fica em pé com apoio e por alguns segundos sozinho, é um conversador, adora música, desenhos e crianças, dá gargalhadas deliciosas nas brincadeiras com o Papai, mas procura a Mamãe quando quer colinho e quase deixa nossa cachorrinha Sasha maluca correndo atras dela.....

Acho que isso é um pouquinho do que foram esses últimos 18 meses.... rsrsrs... Uma verdadeira festa, recheada de muitas risadas e felicidade sem fim....

Bjinhossss a todos,

Tati Ramos Notari

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Pra terminar bem a noite, ou começar bem o dia... não sei...

Olá, pessoinhas especiais...

O dia hoje foi cheio, mas cheio de coisas boas..... como com quase tudo que faço, deixo para a última hora, só agora fui atrás dos preparativos para o aniversário do Rafa, pasmem, já está quase ai. É isso mesmo faltam pouco mais de dois meses para o meu bebê completar seu primeiro ano de vida... E sempre fui muito cética em relação a esse assunto, sempre fui daquelas que não se cansava de falar que filho meu não teria festa de 1 Ano... Afinal, são sempre tão pequenininhos que não aproveitam nada e além de tudo essas mega festas serviam apenas para massagear o ego dos pais e estes poderem exibir o seu "bibelô".....

Mas como diz minha experiente mamãe..... "não cuspa pra cima que vai cair na testa"!!!!!!

Pimba, não é que caiu mesmo.... hahahahhaha..... Essa maternidade mexe com a gente MESMO, nos faz repensar muitas coisas.... e hoje tenho um discurso completamente diferente, hoje só posso dizer que tenho muito a comemorar esse último ano, que jamais deixaria de comemorar o primeiro ano de vida do meu FILHO, de muitas descobertas, de muitas conquistas, de muitas novidades.... comemorar a VIDA principalmente... Álias, hoje tenho a certeza de que vou querer comemorar tudo e sempre... o 1º, o 2º, o 3º....

Poderia cair no rídiculo novamente e dizer que quero algo pequeno, só para os mais íntimos como avós e tios, para ser algo especial, mas com certeza estaria mentindo, quero é todo mundo que nos é importante reunido, festejando esse grande dia e com certeza é assim que será!!!! Exibindo muito o nosso Bibelozinho e massageando muito o ego dos dois pais babões aqui, afinal existe algo que nos deixa mais cheios do que nossos filhos serem admirados???? Ah, pra mim não.... rsrsrs

Porém agora começam as correrias... e como o Rafa tem uma mamãe extremamente perfeccionista e detalhista, começam também as noites mal dormidas pensando em cada padacinho do que vai ser este dia mágico... e acreditem idéiais é o que não faltam, o que vai faltar é tempo pra por tudo em prática... rsrsrs

Termino com um pouquinho de Mário Quintana pra vocês, resume bem esse momento...




Laço e o Abraço (Mário Quintana)


Meu Deus! Como é engraçado!
Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço,
Uma fita dando voltas.
Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o laço.
É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço.
É assim que é o laço:
Um abraço no presente, no cabelo, no vestido,em qualquer coisa onde o faço.
E quando puxo uma ponta, o que é que acontece?
Vai escorregando devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.
Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.
E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.
Ah! Então, é assim o amor, a amizade.
Tudo que é sentimento.
Como um pedaço de fita.
Enrosca, segura um pouquinho,
Mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço.
Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.
E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços.
E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço.
Então o amor e a amizade são isso.
Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço!



Espero que tenham gostado, uma ótima quarta a todos... Bjinhossss

Tati Ramos Notari


sábado, 2 de julho de 2011

Sorteioooooo

Como muitos sabem, eu simplesmente AMO scrap, embora não tenha muito prática em fazê-los, então posso dizer que sou uma grande admiradora das artes alheias, por enquanto, porque em breve, se Deus quiser, e ele quer,  vou aprender muita coisa legal....

O blog http://adoroscrapbook.blogspot.com/, da Flavia está fazendo uma delícia de sorteio de dois Kit's e um super porta acessorios lindissímo em comemoração aos quatro anos do blog... Então deêm uma passadinha por lá...

Um ótimo domingo a todos, beijinhosssss

Tati Ramos Notari

Fase de vir pra rua....

Olá pessoal....

Estou extremamente lisonjeada e me sentindo importante, com todos os e-mails e mensagens que recebi de amigas queridas sentindo falta do blog... AMEI... pois não imagináva que todas vocês liam... sempre me baseava pelos comentários mas já percebi que isso não me mostra nada não é mesmo??!!??

Tive que me ausentar por um tempo, correria e pequenos problemas do cotidiano me afastaram de tudo que toma um pouquinho mais do meu tempo... e também precisava me reencontrar comigo mesmo.... afff, a maternidade realmente mexe com a gente, rsrsrsr....

E como diz Cecília Meireles, "... tenho fases como a lua, fases de andar escondida, fases de vir pra rua...", cá estou, na minha fase de vir pra rua....

E para marcar essa nova fase, decidi também mudar o visual do Blog, afinal vocês merecem.... Tenho infinitas novidades para contar e milhões de motivos para compartilhar a maravilhosa e nova fase da minha vida rumo aos 30. Espero que gostem e que continuem lendo, pois hoje sei que estão ai....

Um beijinho especial a cada um, com carinho,

Tati Ramos Notari

quarta-feira, 23 de março de 2011

Quando for bem velhinha...

Quando eu for bem velhinha, espero receber a graça de, num dia de domingo, me sentar na poltrona da biblioteca e, bebendo um cálice de Porto, dizer a minha neta:
- Querida, venha cá. Feche a porta com cuidado e sente-se aqui ao meu lado. Tenho umas coisas pra te contar.
E assim, dizer apontando o indicador para o alto: - O nome disso não é conselho, isso se chama colaboração!
Eu vivi, ensinei, aprendi, caí, levantei e cheguei a algumas conclusões. E agora, do alto dos meus 82 anos, com os ossos frágeis a pele mole e os cabelos brancos, minha alma é o que me resta saudável e forte. Por isso, vou colocar mais ou menos assim:
É preciso coragem para ser feliz. Seja valente.
Siga sempre seu coração. Para onde ele for, seu sangue, suas veias e seus olhos também irão.
Satisfaça seus desejos. Esse é seu direito e obrigação.
Entenda que o tempo é um paciente professor que irá te fazer crescer, mas escolha entre ser uma grande menina ou uma menina grande, vai depender só de você.
Tenha poucos e bons amigos. Tenha filhos. Tenha um jardim.
Aproveite sua casa, mas vá a Fernando de Noronha, a Barcelona e a Austrália.
Cuide bem dos seus dentes.
Experimente, mude, corte os cabelos. Ame. Ame pra valer, mesmo que ele seja o carteiro. Não corra o risco de envelhecer dizendo "ah, se eu tivesse feito..." Vai que o carteiro ganha na loteria - tudo é possível, e o futuro é imprevisível.
Tenha uma vida rica de vida! Viva romances de cinema, contos de fada e casos de novela.
Faça sexo, mas não sinta vergonha de preferir fazer amor.
E tome conta sempre da sua reputação, ela é um bem inestimável. Porque sim, as pessoas comentam, reparam, e se você der chance elas inventam também detalhes desnecessários.
Se for se casar, faça por amor. Não faça por segurança, carinho ou status.
A sabedoria convencional recomenda que você se case com alguém parecido com você, mas isso pode ser um saco!
Prefira a recomendação da natureza, que com a justificativa de aperfeiçoar os genes na reprodução, sugere que você procure alguém diferente de você. Mas para ter sucesso nessa questão, acredite no olfato e desconfie da visão. É o seu nariz quem diz a verdade quando o assunto é paixão.
Faça do fogão, do pente, da caneta, do papel e do armário, seus instrumentos de criação.
Leia. Pinte, desenhe, escreva. E por favor, dance, dance, dance até o fim, se não por você, o faça por mim.
Compreenda seus pais. Eles te amam para além da sua imaginação, sempre fizeram o melhor que puderam, e sempre farão.
Não cultive as mágoas - porque se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida é que um único pontinho preto num oceano branco deixa tudo cinza.
Era só isso minha querida. Agora é a sua vez. Por favor, encha mais uma vez minha taça e me conte: como vai você?
(Autor desconhecido)

Queria eu ter escrito estas lindas e sábias  palavras, mas infelizmente não foi....
Ainda assim não deixa de tocar o coração e me deixar aqui na torcida de quem sabe um dia poder ao menos dizer estas palavras aos meus netos, bisnetos, etc e tal...

Uma ótima quinta a todos...

Bjinhosssssssssssssssssssssssssss

sexta-feira, 18 de março de 2011

Parecido com quem???

Pais de  filhos biológicos são sempre perseguidos por uma multidão de comentaristas desde o dia que o rebento sai do útero, cada um com uma opinião sobre as características físicas do bebê.... É a cara da mãe ou é a fuça do pai??? E ai começam os palpiltes....
A cara da mãe, o nariz do pai, os olhos da avó, o joelho da tia. Os bebês são um recorte de um pouquinho de cada um.
O Rafael nasceu a minha cara. Antes que vocês me perguntem, eu não tenho cara de joelho, ele nasceu aum bebê muito lindo, bochechudo e rosado, mas era realmente muito parecido comigo... A oposição diz que todo recém nascido é igual, mas eu discordo. Era a minha cara mesmo!!!!! Os olhos, as bochechas, o nariz, as caretas... era tudo igual...
Mas crescendo ele foi pegando a forma do pai e para loucura dos comentaristas as fotos não deixam mentir: cada dia está mais e mais parecido. Eu sempre digo que ele tem meus olhos, meu nariz  e minhas bochechas. Mas a oposição discorda. Rsrsrsrsrs
Emprestou a barriga, trabalhou de graça, “ctrl C + ctrl V”, o filho é só dele? Mal sabe a oposição que de mim ele tem o bom humor, a fofurice, o apetite, a tagarelice (resmuga o dia todo), o sorriso largo e o gênio forte (quando ele quer, ele quer mesmo e na hora, hahaha). E do pai além das características físicas, herdou também o temperamento calmo e tranquilo, a capacidade de se concentrar, o interesse em observar tudo ao seu redor e espero que muitas outras qualidades (do Pai) que descobriremos com o tempo...
Confesso que é gostoso achar uma ou outra semelhança comigo, como uma vontade de me ver naquelas bochechas. Mas isso é um detalhe tão pequeno, que mais serve mesmo para descontrair em piadas da família. Pouco importa com quem pareça, contanto que seja a cara dele mesmo. Carinha linda da mamãe e do papai....

Bjinhossss a todos...

quinta-feira, 17 de março de 2011

Uma dica pra quem tem sequer um pouquinho de preocupação social...

 
O Fundo Cristão para Crianças é uma organização internacional presente no Brasil há 44 anos, que mobiliza pessoas e seus talentos para a construção de um mundo mais justo para as crianças.

O novo blog do Fundo Cristão divulga notícias dos seus projetos, histórias de transformação, depoimentos, cartinhas trocadas entre padrinhos e afilhados e muito mais.

Acompanhe, conheça o trabalho do Fundo, apadrinhe. Com 42 reais mensais você pode apadrinhar uma criança e mudar sua vida. A dela e a sua.

E, principalmente, ajude a espalhar essa ideia.

Meu Deus.. o tempo voa....

Desde que a gente é bem pequenino ouve uma tia ou outra se impressionando nas festas de família: “como você cresceu!” Depois, vem a fase da gente se impressionar com os filhos dos outros, e confesso que já banquei a tia “eu troquei a sua fralda” com alguns dos filhos das minhas amigas, que insistem em crescer mais rápido do que eu posso conceber.
Não sei exatamente quando é o momento em que as águas se dividem. Mas tem sido maravilhoso acompanhar outro ser se transformando de embrião em feto, de feto em recém nascido, de recém nascido em bebê e de bebê em criança…
Acho que para a mãe um filho é sempre um bebê. Mas o meu bebê está cada dia mais parecido com uma criancinha, muito fofa por sinal. Estou assim como aquelas tias, impressionada com a velocidade que ele cresce e aprende coisas novas, mas ao mesmo tempo, inflada de satisfação por estar sentada no melhor lugar do cinema! Como mãe a gente tem cadeira cativa no camarote!
Um dia a mãe de uma amiga querida me disse “você acha que passa rápido? Imagina agora se tudo o que você está vivendo durasse o dobro do tempo! 18 meses de gravidez! 6 meses de adaptação! Amamentação exclusiva por 1 ano!” eu vi onde ela queria chegar. É fato que o tempo passa depressa. Mas estou aprendendo a curtir intensamente as fases gostosas, os pequenos avanços. Estendendo um olhar de importância para cada pequena conquista, como conseguir pegar um objeto pela primeira vez, sentar-se sozinho, ficar na posição de engatinhar, mesmo que por pouco tempo, encaixar uma peça no lugar certo do brinquedo, ainda que meio sem querer.
Quando encho meus olhos com essas pequenas coisinhas e paro por alguns minutos só para observar, parece que dou uma enganada no relógio e tenho esses momentos preciosos por mais tempo ao meu alcance.
Aiiiiii que delícia de experiência essa de ser mãe!!!!!!!!!!!



terça-feira, 15 de março de 2011

Vamos as Novidades

Primeiramente.... Parabéns Mulheres...... Felicidades pelo nosso dia... e que continuemos assim, filhas, amigas, esposas, mães, profissionais e tantas outras facertas que conseguimos ser em uma só... mas acima de tudo que possámos continuar a fazer tudo com essa doçura que somente cabe a nós MULHERES.... Um beijo especial no coração de cada uma...

Finalmente vamos as novidades....
Bom passamos dez dias na casa das vovós em Cascavel... foi como segundas férias, aproveitamos muito e cada minutinho, matamos a saudade das avós e das amigas tão queridas e que nos fazem tanta falta....
O Rafa aprendeu um monte de coisas novas por lá, voltou outro bebê e impressionou o Papai...
Ampliou imensamente o seu vocabulário, agora emite sons que se parecem com palavras (até parece querer dizer nenêm, rsrsrsrs), estende os bracinhos quando chamamos pra vir no colo, brinca de se esconder quando outra pessoa para perto, e acreditem já começou a "minhocar" (Se movimentar de bruços, mas sem engatinhar ainda) e fica perplexo com essa descoberta, e agora essa semana começou a gargalhar, forte, alto, gargalha e da risada de sua própria gargalhada, uma piada....

Bom mas nem tudo foram flores... teve o momento frustação de mãe....
No ínicio de fevereiro percebi que meu leite estava diminuindo a cada dia, pouca coisa, mas estava. De repente de uma semana para outra o Rafael começou a ficar enjoadinho, irritado e muito muito chorão, não dormia direito e passava o dia a chorar, fazia de tudo, já estava o amamentando a cada 1 hora ou 1 hora e meia, quando um belo dia, meu marido simplesmente soltou..... " Esse menino está é com fome!!!", falou assim, simplesmente como se soubesse tudo e tivesse muita experiência com o assunto, depois dessa frase irritante, levantou, foi ao supermercado, voltou com uma lata de NAM, fez uma mamadeira e deu ao Rafa, que tomou tudinho (150ml), mas como isso aconteceu????? Não fazia nem 30 minutos que ele havia mamado.... Pois é, fiquei muito irritada com tal atitude do pai  na hora, mas ao perceber que a cada mamada e com complementação da mamadeira, nosso Rafa voltou a ser como era, sumiu a irritação, sumiram os choros, cheguei a mesma conclusão que meu marido.... era FOME.... e frente a isso fazer o que????? Dar complemento ou não dar?????  Meu lado (egocentrico) mulher me dizia que não, que eu podia continuar amamentando, era só espaçar menos as mamadas e colocar ele pra sugar mais, pra estimular a descida do leite. E o meu lado mãe me falava pra não deixar o peito de lado, continuar amamentando mas se preciso fosse complementar com uma mamadeira.... Fui pelo meu lado mulher e contra o meu marido.... Oferecia o peito sempre que ele chorava de fome, isso mais ou menos a cada 1 hr, cansativo sim , mas pelo estímulo imaginei que seria por pouco tempo... foram somente dois dias, e toda a irritação e choro (de fome) voltaram.... Então cedi ao meu lado mãe..... e comecei a usar a intuição.... amamentava normal e quando percebia que ainda tinha fome complementava com uma mamadeira..... outras vezes percebia meu peito totalmente vazio, colocava ele pra sugar mas via que não saia nada, dava a mamadeira e lá se iam os 150 mls, ou seja, não tinha nada no peito.....
Foram as piores semanas da minha vida, a sensação de frustação e de incompetência é horrível, sem contar a culpa que tomava conta de mim a cada mamadeira que tinha que fazer.... tentei me colocar no lugar daquelas mães que por algum motivo não conseguem amamentar nada seus filhotinhos... onde fica a sensação de ser MÃE, de ser provedora, de cuidar da sua cria???!!!??? E senti pena daquelas que optam por não fazê-lo...

Outra coisa que me chamou muito a atenção é como todo mundo trata esse assunto com tamanha indiferença. Quero dizer, como é normal dar mamadeira, como é normal o leite secar..... nossa cadê o incentivo a amamentação???
Passada essa fase de aceitação, que pelo que tudo indicava infelizmente não conseguiria amamentar exclusivamente até o sexto mês, chegou a hora de ir ao pediatra e contar a notícia (com a maior culpa). Nosso pediatra é daqueles defensores céticos da amamentação e tem verdadeira aversão á fórmulas artificiais, bem diferente da maioria dos pediatras, graças a Deus.... Afinal a gente tem a liberdade de escolher justamente por isso, não é mesmo....
DEpois de muita conversa a "quatro", achamos por bem cancelar a complementação com leite artificial e já introduzir frutinhas, afinal ele já está com 5 meses... Passada a frustração, começamos a NOVA FASE... Frutinhas duas vezes por dia, as 10 h da manhã e ás 16h da tarde.... no restante do dia PEITO.... e não é que está dando muito certo... O Rafa adorou as frutinhas (banana maçã, pêra, maçã e mamão papaya), come que se lambuza, e como dá uma espaçada nas mamadas o meu peito tem enchido bem e voltou a ser o mesmo prazer de sempre o nosso momento mãe e filho.... Voltei a ver a carinha de satisfação do meu filho amado após as mamadas, a sentir aquele ardor tão gratificante do ínicio, a sentir o peito encher que parece explodir... e assim nossos dias tem sido cada vez melhores....
Sempre imaginei amamentar meu filhote exclusivamente até os 6 meses, e depois começar com comidinhas.... Infelizmente isso não foi possível, mas como tudo na nossa vida, tiramos isso também de letra... Nada de frustrações e nada de lamentações.... Estamos aproveitando cada minutinho desta nova e importante fase na vida do nosso pimpolhinho, que já é um homenzinho.... Já está comendo frutinhas....


O que queria dizer é para outras mães que como eu estão passando pelo mesmo problema, continuem fazendo tudo que puderem pelo melhor para os seus bebês, mas não sejam tão exigentes com vocês mesmas, afinal tem coisas que não dependem de nós, e temos que aprender a aproveitar cada fase como sendo única, pois essa parte da história não vai voltar.... Então livremo-nos da nossa necessidade pessoal de ter que provarmos a nós mesmos que podemos, e deixemos o natural da vida tomar conta de cada segundo do nosso tempo... E vocês verão que passado o momento "frustração de mãe",  vem um momento delicioso, cheio de gracinhas, sorrisos e muita, muita meleca e bagunça...


Um beijo especial a cada um de vocês que lêem e comentam aqui.....

Mudanças!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Olá pessoas....

Sempre que falo de mudanças me lembro de um grande amigo meu, que ADORA mudar-se e sempre justifica isso dizendo:

" Muda, que quando a gente muda, o mundo muda com a gente!!! "

Repensando em algumas coisas, resolvi mudar o nome do blog... Acho que agora encontrei mesmo o nome que queria..... Queria um cantinho para poder contar todos os entretantos que circulam em meus dias....

Espero que gostem da novidade.... Prometo me dedicar mais á este recanto.....

Bjinhosss a todos....

domingo, 6 de março de 2011

Olá

Oiiii Pessoal...

Muitas novidades a contar, muitas coisas vividas nestes últimos dias, mas infelizmente pouquissímo tempo pra escrever.... Mas prometo ir atualizando conforme consigo...

Enquanto isso um pouquinho de Clarice Lispector pra vocês.... Me traduz completamente, tenho certeza que muitas outras vão se ver nesse pequeno mas intendo verso....

" Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que quase me deixa exausta. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Eu sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, vísceras, e falta de ar..."
 
Bjinhos a todos e um excelente restinho de carnaval.....

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Curtindo a Mamãe....

Pois é.... as férias parecem que acabaram ontem e eu já estou de volta na casa da mamãe.... que delícia....
Resolvi vir passar uns dias por aqui com o Rafa, curtir as avós, rever as amigas e também dar uma descansadinha, porque não.....

Nosso Rafa está cada dia mais e mais lindo....
Agora ja senta sozinho sem apoios, descobriu a diversão de todos os brinquedos do mundo, interage com outras crianças, estende os bracinhos quando chamamos, se esconde de vergonha no colo, conversa o dia inteiro, está realmente um figurinha... cada dia mais e mais bebezão, uma graça de ver e uma delícia de curtir....
Ah, e está um grude só com a Avó materna.... se joga pra ir em seu colo, fica bravo quando ela passa e não lhe dá bola, um fofinho... vamos ver como vai ser com o retorno pra casa... mas isso é outro capítulo... depois resolvemos...


E eu enquanto tudo isso acontece aproveito pra descansar um pouquinho e por o papo em dia com minhas amigas, principalmente com minha comadre querida (quanta falta ela me faz), mas confesso que já estou com uma pontinha de saudades das minhas rotinas em casa, do meu sossego..... rsrsrsrrsrs....

Por enqto é isso...


"Aprendi a afastar de mim tudo que me faz mal, meu coração chama isso de egoísmo, mas minha razão chama isso de amor próprio"!!!! 
 
E estou tão bem e tão leve com essa pequena atitude.... como é bom ter o coração livre de tudo que nos faz mal.... Obrigada Deus....
 
Bjinhossssssssssssssssssss á todos....